sobre lenha leve...
quem manda aos livros serem incen.diários?

Nenhum comentário: